sexta-feira, 13 de novembro de 2009

UMA AULA DIFERENTE: PRECONCEITO RACIAL


A turma do 2º A da tarde do Terezinha de Jesus Rodrigues, juntamente com a professora Glaucineide, visitou a comunidade do Maíca, para ver de perto e conhecer melhor a realidade dos remanescentes dos quilombos, no qual verificamos que não há somente negros. Fala de seu José Presidente dos Quilombolas: - A cor não importa, o que importa é o sangue que nós trazemos dos nossos antecedentes.

A luta deles é constantes para resistirem as críticas pelas diferenças. O ponto crítico das pessoas é não aceitar a realidade que nós vivemos no nosso cotidiano.No século passado, por causa do preconceito os fazendeiros tornaram os negros em escravos, com o tempo diante de tanto sofrimento foi criado uma Lei de Eusébio de Queirós, que estinguiu o Tráfico Negreiro, além da Lei Aurea de 1888, que extinguiu o trabalho escravo no Brasil. Hoje em dia ainda há descriminação.

Diga não ao preconceito racial.

Daniela Neves

video

Um comentário:

Igo disse...

É muito bom saber que tem pessoas que estão preocupadas com o preconceito, acredito que as pessoas preconceituosas são egoístas.